10 de nov de 2015

Democracia ? Governo Dilma aumenta a multa de caminhoneiros

O protesto dos caminhoneiros contra a presidente Dilma Rousseff entra no seu terceiro dia de greve nesta quarta-feira. Segundo o último boletim divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), as manifestações acontecem em pelo menos seis Estados - Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Tocantins. A mobilização é menor do que a vista nos últimos dias. Na segunda-feira, os protestos atingiram 14 Estados.
Diante da pauta pró-impeachment, o governo intensificou a ofensiva contra o grupo de caminhoneiros, que é desvinculado dos sindicatos da categoria. Por meio de uma Medida Provisória publicada hoje, os motoristas de caminhões que fecharem as vias estarão sujeitos a uma multa de 5.746 reais - antes era de 915 reais. Para os organizadores dos bloqueios, a sanção é de 19.154 reais. A presidente Dilma Rousseff taxou as paralisações de "criminosas" e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, determinou que a Polícia Federal atue "com vigor" e use o "efetivo necessário" para impedir as interdições.
Segundo um dos líderes dos caminhoneiros Ivar Luiz Shimidt, o objetivo principal era mobilizar a população a pedir a renúncia da presidente Dilma e engrossar a manifestação pró-impeachment marcada para este domingo, em Brasília. No entanto, diante da fraca adesão popular, ele disse que o grupo iria se concentrar nas pautas espefícificas da categoria, como a instituição do frete mínimo e redução do preço do óleo diesel.
Confira onde estão acontecendo as manifestações de caminhoneiros, de acordo com Polícia Rodoviária Federal (PRF):
Publicidade

Santa Catarina - Há interdição apenas na BR 116, quilômetro 54, na altura da cidade de Papanduva.
Tocantins - Manifestantes bloquearam a BR 242, quilômetro 5, na cidade de Taguatinga; e a BR 153, no quilômetro 240, no município de Colinas do Tocantins.
Mato Grosso do Sul - Na cidade de Confresa, motoristas protestam, sem interdição, no quilômetro 364 da BR 267.
Minas Gerais - Em João Monlevade, na BR 381, quilômetro 359 o bloqueio é parcial, ou seja, veículos de passeio e ambulâncias estão liberados para passagem.
Rio Grande do Sul - Caminhoneiros estão protestando sem bloquear a passagem, em três pontos na BR 285, do quilômetro 337 ao 497. Também há manifestantes na BR 392, nos quilômetros 297,9 e 717; na BR 472, no quilômetro 155,5, em Santa Rosa; além da BR 158, no quilômetro 265,8, em Júlio de Castilhos.
Mato Grosso do Sul - Na cidade de Confresa, motoristas protestam, sem interdição, no quilômetro 364 da BR 267.

Veja